game-dev,

Organização de um projeto de jogo (parte 2)

Bruno Cicanci Bruno Cicanci Seguir 4 de Junho de 2012 · 1 min de leitura
Organização de um projeto de jogo (parte 2)
Compartilhe

Na parte 1 falei sobre a importancia do armazenamento de arquivos em locais que todos os membros da equipe possam acessá-los, e indiquei o serviço gratuito do DropBox. Nesta segunda parte falerei sobre serviços online gratuitos para armazenamento de código-fonte e controle de versão.

Armazenamento e controle de versão para código-fonte

O código-fonte requer um cuidado especial. Simplesmente jogá-lo dentro do DropBox fará todo mundo ter sempre o código atualizado, o que não é bom, pois se você fizer alguma besteira pode estragar o código de todos que estão trabalhando, pois a atualização é automática depois que você salva qualquer arquivo.

Para cuidar bem do seu código-fonte, existem recursos online para que todos os programadores baixem o código para trabalhar no seu computador, e depois atualizem no servidor apenas os arquivos que eles desejam, inclusive comentando o por que das alterações no código. Essa prática coloca uma versão em cada arquivo, e você pode comparar versões para identificar mudanças.

Eu utilizo bastante o BitBucket, um serviço gratuito que permite a criação de infinitos repositórios GIT ou Mercurial, privados, sem limite de espaço, limitado a 5 usuários por conta. Caso você queira que mais usuários acessem um repositório privado, existem planos pagos que permitem isso.

Se você não quer se preocupar com o número de usuários que podem trabalhar no seu projeto, e não liga de criar repositórios públicos, o GitHub é uma excelente opção! Eu utilizo ele para guardar alguns projetos de jogos que fiz para portfólio, e ao mesmo tempo compartilhar publicamente com qualquer pessoal que queira ver o código-fonte. Existem também planos pagos, que permitem a criação de repositórios privados, visíveis apenas aos usuários que você quiser.

Para mais informações sobre como funciona o GitHub, e quais jogos eu compartilhei lá, leiam este post!

Gostou do post?
Como muitos programadores, aprecio um bom café. Se curtiu este conteúdo, que tal me presentear com um café?
Bruno Cicanci
Escrito por Bruno Cicanci Seguir
Bacharel em Ciência da Computação e pós-graduado em Produção e Programação de Jogos. Atuo profissionalmente com desenvolvimento de jogos desde 2010. Já trabalhei na Glu Mobile, Electronic Arts, 2Mundos, Aquiris, e atualmente na Ubisoft em Londres. Escrevo neste blog desde 2009.