Vale a pena trabalhar na indústria de jogos?

Semana passada um dos jogos mais esperados do ano foi lançado, o Red Dead Redemption 2, da Rockstar. Porém, não foi apenas o hype para o título AAA que chamou a atenção, mas também alguns relatos de funcionários da Rockstar a respeito das várias extras horas e finais de semanas trabalhados, além de toda pressão da produção de um jogo desse tamanho. Existem variações em escala, mas este é um assunto recorrente nas empresas de desenvolvimento de jogos no mundo todo. Será que vale a pena trabalhar nesta indústria?

Minha nova inspiração: Kart

No último ano comecei a procurar um hobby que também fosse um esporte, pra fazer algo longe da tela do computador. Fiquei um bom tempo no longboard e comecei a caminhar/correr, mas há poucos meses conheci algo que era muito óbvio pra mim: o kart!

Falta de foco

Você planeja uma tarefa ou atividade, reserva um bom tempo pra isso, escolhe aquela playlist perfeita, coloca seu fone e se isola em um canto para não ter distrações. Tudo pronto para começar e você olha para a tela do computador, para o livro aberto ou a página em branco e então a maior distração de todas aparece: você mesmo!

Comparando delegates e Unity Events

No meu vídeo sobre um padrão para enviar mensagens na Unity utilizando delegate tive um comentário perguntando se não seria melhor utilizar o UnityEvents por questões de performance. Eu respondi o comentário dizendo que não era um problema tão grande, até por que o envio de mensangens não é algo que quero fazer o tempo todo, mas fiquei pensando sobre outro ponto que comentei em relação a flexibilidade. Decidi fazer este post comparando o código do meu post com o UnityEvents.

O que estou fazendo na Aquiris? Looney Tunes World of Mayhem!

Em quase 2 anos trabalhando na Aquiris não pude falar sobre o jogo que estava desenvolvendo, que não era o Horizon Chase Turbo como muitos me perguntaram. Hoje posso finalmente compartilhar este projeto gigantesco chamado Looney Tunes World of Mayhem, que sai em breve para Android e iOS.

Na próxima semana começa o Ludum Dare #42

Semana que vem começa a edição de número 42 da game jam Ludum Dare. Sempre recomendo participar de game jams, e esta em especial é a minha favorita pela sua simplicidade e frequencia. As vezes o tema escohido não é dos melhores, mas ainda assim te ajuda a pensar em um jogo criativo.

GGDEVCAST: Programador de júnior a sênior

No episódio de número 42 do GGDEVCAST o Raphael Baldi fala sobre o que é necessário para ser um bom programador (não apenas de jogos), da dicas do que estudar e como é o caminho para ir de júnior a sênior.

O que é ser um líder na equipe?

Sempre foquei os posts daqui no meu conhecimento técnico, mas agora quero compartilhar um pouco sobre ser líder em uma equipe. Nas últimas empresas que trabalhei, sempre tive a oportunidade de exercer a função de líder da equipe, mas isso não quer dizer que sempre soube qual era o meu papel. Hoje, na Aquiris, aprendi muito sobre este cargo, e ainda estou aprendendo. Porém, ainda não sei definir o que é ser um líder, então vou começar descrevendo o que não é.

Accord.NET: framework para Machine Learning compatível com Unity

Recentemente voltei a estudar Inteligência Artificial (I.A.), mais específicamente Machine Learning, e acabei encontrando este framework chamado Accord.NET que por ser desenvolvido com .NET é compatível com a game engine Unity.

Novo vídeo: Enviando mensagens na Unity

No começo de um projeto na Unity é comum adicionarmos referências de outros objetos em um mesmo MonoBehaviour, como um campo de texto que precisa ser atualizado. Porém, quando maior o projeto fica, mais díficl é manter todos scripts que tem referência atualizados, sem falar que é muito fácil quebrar uma referência dessas. Uma solução para isso é desacoplar o máximo possível componentes que não precisam conhecer outros para realizar seu objetivo, e enviar mensagens é um padrão de desenvolvimento que pode ajudar muito nesse caso.