Minha nova inspiração: Kart

Minha nova inspiração: Kart

No último ano comecei a procurar um hobby que também fosse um esporte, pra fazer algo longe da tela do computador. Fiquei um bom tempo no longboard e comecei a caminhar/correr, mas há poucos meses conheci algo que era muito óbvio pra mim: o kart!

O início

Acho uma das minhas lembranças mais antigas de quando eu era muito pequeno é assistir Fórmula 1 com meu pai. Além disso, um dos meus gêneros de jogo favorito sempre foi corrida, e gostava bem mais de Gran Turismo e Forza do que Need for Speed e Burnout. Já tive oportunidade de assistir corridas da Stock Car e Fórmula 1, de alguma forma o automobilismo sempre esteve presente.

Mesmo assim nunca tinha corrido de kart. Sempre tive amigos que tentaram marcar pra correr mas pelo valor era mais fácil convencer pessoas a jogar paintball. Até que neste ano, em uma das vezes que fui pra São Paulo visitar amigos e família, conseguimos marcar e corri pela primeira vez em uma pista em um estacionamento de shopping.

"Speedland"

Os karts eram ruins, provavelmente não tinham uma manutenção adequada, e a pista era tão pequena que uma volta demorava menos de 20 segundos. Nas duas ou três vezes que corri lá fui mal, não cheguei último mas não fiquei nem perto de ganhar.

Pelo valor não valia a pena correr nesse lugar, então fomos em outro kart maior, com uma estrutura bem melhor, o Speedland. Apesar de ter me divertido bem mais lá, me deram um kart com a suspensão quebrada e na primeira curva “flatout” fui com tudo na barreira de pneus por que uma das rodas não virou. Engraçado que nesse dia eu estava com uma GoPro emprestada no capacete e abaixo vocês podem ver a pancada que até arrumou a posição da câmera.

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Bruno Cicanci (@cicanci) em

Voltando pra Porto Alegre descobri que em uma cidade próxima, Nova Santa Rita, tem um kartódromo chamado Velopark. Fui sozinho em um fim de semana correr em um horário aberto que não precisa de grupos ou reserva, e aí que fiquei realmente apaixonado pelo esporte. As duas pistas do Velopark são bem mais abertas e com cara de pista de corrida, diferente das pistas de kart de shopping que geralmente são bem quadradas e apertada, e a manutenção dos karts é bem melhor.

Correndo em grupo de iniciantes

Fui correr sozinho mais umas duas vezes até que peguei um panfleto de um grupo de kart chamado Kartinsenna, um dos 15 que organizam campeonatos no Velopark, e me inscrevi no campeonato na categoria de iniciantes. Cada etapa é uma corrida por mês, sempre revezando as duas pistas VP1000 e VP1500, onde a volta com um kart de 9HP leva em média 1 minuto e 1:30 minutos, respectivamente. Até então eu só tinham corrido sozinho e na VP1000.

"Velopark"

Como entrei no meio do ano, não estava pensando em ser competitivo por estar começando com 5 corridas a menos, meu objetivo era aprender e correr com gente que tem o mesmo interesse. Neste campeonato a posição do grid é sempre definida pelos 10 primeiros colocados na última corrida em ordem invertida, e depois o resto do pessoal. Quem não correu na última larga do final.

Na primeira corrida larguei em 21o e terminei em 16o na VP1000. No mês seguinte, larguei em 16o e terminei em 11o na primeira vez que corri na VP1500. Nessas duas corridas meu objetivo era aprender o traçado, manter a consistência e não rodar, além de não atrapalhar os outros.

Corrida na chuva e primeiro pódio

Na terceira corrida foi uma noite fria e chuvosa, minha primeira vez correndo na chuva na VP1000. Com a chuva alguns pilotos faltaram então larguei em 7o e consegui terminar em 4o, com direito a pódio e troféu (sempre premiam os 5 primeiros colocados). Essa foi sem dúvidas a corrida em que eu mais me diverti, fiquei mais tenso, e no final fiquei mais feliz do que o garoto do Nintendo 64. Correr na chuva contra outros pilotos que tem mais experiência foi demais, e conseguir o quarto lugar foi como uma vitória. Nunca tomei tanta chuva e passei tanto frio, mas não lembro de ter ficado tão feliz assim há um bom tempo. O vídeo abaixo é do piloto que ganhou a corrida, no momento em que ele passou por mim e outro piloto enquanto estávamos brigando pela terceira posição.

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por Bruno Cicanci (@cicanci) em

Na corrida seguinte foi novamente na VP1000, mas dessa vez sem chuva. Novamente, larguei em 7o e terminei em 4o, ganhando mais um troféu depois de brigas muito boas e limpas. Este mês foi minha quinta corrida, dessa vez na VP1500. Larguei em 7o e terminei em 5o, e ganhei meu terceiro troféu seguido. Meu kart não ajudou muito, sentia ele mais lento pra sair das curvas, mas participei de boas disputas e consegui garantir mais um pódio.

"Troféus"

Conseguir 3 pódios em 5 corridas, correndo contra outros 20 pilotos em média, me deixou muito empolgado e decidido a me dedicar neste esporte. O grupo que eu participo tem duas categorias, iniciante em karts de 9HP que podem chegar a 60km/h e outro com pessoal bem mais experiente que corre em karts de 11HP que podem chegar a uns 70km/h (não lembro direito). Ano que vem vou correr na outra categoria, onde as corridas vão ficar bem mais competitivas. A categoria de iniciantes tem uns 60 inscritos, mas muitos desistiram durante o ano. Acho que no final vou conseguir focar no top 10, o que também será uma pequena vitória pra mim.

Kart de competição e desafio de gente grande

Mas, é claro que eu não estava satisfeito em correr só uma vez por mês. Neste mês também me inscrevi em um desafio organizado por outro grupo chamado CKA, onde foi um campeonato com 3 corridas no mesmo dia. Nesse caso existiam dois detalhes: o pessoal que ia participar era muito mais experiente e os karts eram de competição de uma empresa chamada Techspeed que aluga eles para grupos. Estes karts têm 13HP, o suficiente pra passar dos 80km/h, além de serem muito mais bem cuidados é extremamente balanceados, e exigem demais do piloto.

"Techspeed"

Antes do desafio participei de 3 treinos pra conhecer o kart e me adaptar, e senti uma diferença brutal comparado com os de 9HP. Tão grande que me inscrevi em um treino funcional pra conseguir mais resistência muscular, já que esse kart exigi demais da condição física do piloto, principalmente pra correr mais de uma bateria no mesmo dia. No primeiro treino meu tempo foi 1:21, e no dia da corrida consegui baixar pra 1:16, sendo que a melhor volta foi 1:14. Eu fiquei em penúltimo lugar nesse desafio que teve 22 participantes, mas novamente meu objetivo não era tentar ganhar. Eu ainda estou aprendendo, e correr com esse pessoal me ensinou muita coisa, além de ter sido um bom teste de resistência.

Ainda é o início

Estou cada vez mais empolgado com o kart, e provavelmente vou postar mais aqui sobre isso. O kart é o meu esporte, é o que me faz sair um pouco da frente do computador, esquecer problemas e focar apenas na próxima curva, na próxima batalha. Mudei minha rotina pra acordar mais cedo, fazer exercícios, mudei minha alimentação, e encontrei algo que me faz feliz e bem. Ano que vem pretendo participar do campeonato anual destes dois grupos que citei aqui, além de outros campeonatos e desafios mais pontuais que surgirem. Comecei a usar o meu Instagram para postar as fotos do meu progresso no kart, me segue lá!

E sim, é um esporte caro. Além de eu ter que dirigir 60km pra ir e voltar do Velopark, ainda gasto entre 100 e 160 por corrida (depende do kart). Mas até isso eu consegui planejar para não ficar pesado, decidi economizar comendo menos fora de casa e pedindo menos comida por app, e comecei a cozinhar mais em casa. Mais uma mudança saudável que fiz pra poder correr de kart mas que tem muitos benefícios pra mim também.

Demorei 30 anos pra tentar algo que era muito óbvio, e me arrependo de não ter tentado isso antes. Por isso deixo a dica: não tenha medo de arriscar e experimentar, vai que você também encontra uma nova paixão que estava na sua cara.

Bruno Cicanci

Bruno Cicanci
Desenvolvendo jogos desde 2009.

Vale a pena trabalhar na indústria de jogos?

Semana passada um dos jogos mais esperados do ano foi lançado, o [Red Dead Redemption 2](https://www.rockstargames.com/reddeadredemption2...… Continue lendo

Falta de foco

Published on September 18, 2018

Comparando delegates e Unity Events

Published on September 09, 2018