como-programar-jogos,

Como ser um programador de jogos: Por onde começar a programar um jogo

Bruno Cicanci Bruno Cicanci Seguir 2 de Maio de 2014 · 1 min de leitura
Como ser um programador de jogos: Por onde começar a programar um jogo
Compartilhe

Muita gente se perde na hora de começar a programar um jogo, e independente do tamanho do projeto pode ser realmente uma tarefa difícil saber por onde começar.

A melhor alternativa é sempre começar pela mecânica principal do jogo, quebrando ela em tarefas menores. Por exemplo, em um jogo onde um personagem movimenta-se pela tela, a primeira coisa que deve ser programada é este personagem. Antes mesmo de pensar em atacar, sistema de níveis, inimigos, e qualquer outra coisa, o jogador deve poder movimentar o personagem.

A partir disso, você pode criar um nível de playground para poder testar o comportamento do personagem com diversas opções no cenário do jogo. Isso é apenas um exemplo, pois esta abordagem pode variar de acordo com o tipo do jogo, mas no geral é sempre bom começar pela mecânica principal, e trabalhar nela até ficar bem polida.

Em jogos de puzzle, por exemplo, a primeira coisa a ser programada são os movimentos que o jogador pode fazer para resolver um puzzle, antes mesmo de programar o puzzle. Com os movimentos bem definidos e testados, programar os diferentes puzzles ficará mais fácil.

Algumas coisas que escrevi neste post já foram apresentadas nesta série Como ser um programador de jogos, vale a pena conferir os posts anteriores por que tem muita coisa legal e útil para começar.

Gostou do post?
Como muitos programadores, aprecio um bom café. Se curtiu este conteúdo, que tal me presentear com um café?
Bruno Cicanci
Escrito por Bruno Cicanci Seguir
Bacharel em Ciência da Computação e pós-graduado em Produção e Programação de Jogos. Atuo profissionalmente com desenvolvimento de jogos desde 2010. Já trabalhei na Glu Mobile, Electronic Arts, 2Mundos, Aquiris, e atualmente na Ubisoft em Londres. Escrevo neste blog desde 2009.