como-programar-jogos,

Como ser um programador de jogos: Para que serve um Maker

Bruno Cicanci Bruno Cicanci Seguir 30 de Outubro de 2013 · 1 min de leitura
Como ser um programador de jogos: Para que serve um Maker
Compartilhe

Existem muitas ferramentas para desenvolver jogos, como engines e frameworks, mas também existem outras que tem o objetivo de facilitar muito o desenvolvimento, que são os makers.

Uma maker é um software extremamente limitado para criação de jogos. Muita gente teve um primeiro contato com desenvolvimento de games através de makers, como o Game Maker e o RPG Maker. Eu mesmo comecei a brincar com o RPG Maker antes da faculdade. Tive vários problemas por não saber o que fazer e como fazer, pois mesmo sendo simples você ainda precisa aprender a usar a ferramenta.

Eu lembro que o RPG Maker tinha um projeto exemplo baseado nos Cavaleiros do Zodíaco, e como eu não sabia fazer algo do zero, passava horas editando esse jogo, mudando tudo pra o que acontecia. Por todas as suas características, eu acho um maker ideal para começar a fazer jogos e entender como funciona. Além de estudar a ferramenta, também é necessário uma base de lógica para pelo menos ter uma noção do que fazer.

Outro uso dos makers é a criação de protótipos, pois eles só fáceis e rápidos de usar, pontos fortes para quem buscar prototipar uma ideia rapidamente. Além do uso como ferramenta de ensino e prototipagem, na minha opinião, os makers não servem pra mais nada. Você pode até fazer um jogo nele, mas são tão limitados que chega a ser pouco profissional usá-los para criar games.

Embora as empresa divulguem seus makers como software para desenvolver jogos, não se engane. Se você quer realmente aprender a fazer jogos com o mínimo de profissionalismo, utilize frameworks ou engines, e não tenha medo de programar!

 

Gostou do post?
Como muitos programadores, aprecio um bom café. Se curtiu este conteúdo, que tal me presentear com um café?
Bruno Cicanci
Escrito por Bruno Cicanci Seguir
Bacharel em Ciência da Computação e pós-graduado em Produção e Programação de Jogos. Atuo profissionalmente com desenvolvimento de jogos desde 2010. Já trabalhei na Glu Mobile, Electronic Arts, 2Mundos, Aquiris, e atualmente na Ubisoft em Londres. Escrevo neste blog desde 2009.