noticias,

Como foi o Workshop de Business para Jogos Online

Bruno Cicanci Bruno Cicanci Seguir 27 de Fevereiro de 2013 · 2 min de leitura
Como foi o Workshop de Business para Jogos Online
Compartilhe

No post anterior falei sobre um evento que iria acontecer na Universidade Mackenzie em São Paulo, sobre a parte de negócios relacionada ao desenvolvimento e publicação de jogos online. Neste post vou contar um pouco de como foi o evento, e qual a sua importância para os desenvolvedores brasileiros.

O evento, realizado em parceria com a ABRAGAMES e a Universidade Presbiteriana Mackenzie, contou com a apresentação dos fundadores do European Games Group. A empresa fundada por três veteranos de business e marketing de entretenimento digital (Johannes Sevket Gözalan, Justin Stolzenberg e Tim Fabian Besser), a EGG tem como propósito cuidar de toda promoção, marketing e monetização de um jogo online.

A EGG analisa um jogo e calcula seu custo e vida útil, para determinar se vale a pena o investimento em divulgação. Eles trabalham com o modelo freemium, que consiste em jogos gratuitos com comercialização de itens no jogo. Eles não desenvolvem jogos, mas fornecem um investimento e cuidam de toda divulgação (mundial) do jogo, caso o projeto seja rentável.

No evento eles apresentaram um case de um jogo que já foi publicado em alguns países, e agora está chegando no Brasil com apoio da emissora Band, chamado Hero Zero. Eles mostraram dados reais do custo do desenvolvimento e da campanha de divulgação do jogo, demonstrando muita profissionalidade e know-how em como fazer o jogo ser um sucesso.

Através de gráficos, demonstraram a importância de ações de marketing para venda dos produtos digitais. Para um jogo freemium, o importante é manter o jogo com atualizações constantes em uma frequência determinada (semanal, mensal, etc), para o que o jogador fique acostumado com essa frequência de updates. Assim você mantém o jogador sempre na expectativa de ver novidades no jogo, e ele fica confiante em gastar pois tem a segurança de que o jogo não irá morrer do nada.

Os três palestrantes demonstraram ser bem receptivos para analisar um jogo, seja uma idéia definida ou um produto praticamente finalizado, e calcular a viabilidade do projeto e o retorno do investimento. Portante, se você tem um jogo envie para eles analisarem.  O contato pode ser realizado pelo site, e o Tim fala português!

Lembrando que a SBGames desse ano também será realizada na Mackenzie em São Paulo, com organização da Profª. Dr.ª Pollyana Mustaro (Mackenzie) e do Profº. Drº. Ricardo Nakamura (Poli-USP).

Gostou do post?
Como muitos programadores, aprecio um bom café. Se curtiu este conteúdo, que tal me presentear com um café?
Bruno Cicanci
Escrito por Bruno Cicanci Seguir
Bacharel em Ciência da Computação e pós-graduado em Produção e Programação de Jogos. Atuo profissionalmente com desenvolvimento de jogos desde 2010. Já trabalhei na Glu Mobile, Electronic Arts, 2Mundos, Aquiris, e atualmente na Ubisoft em Londres. Escrevo neste blog desde 2009.