Sobre frequência de postagem no blog

Ao longo destes 8 anos de blog minha frequência de postagens variou bastante. Comecei o blog com uma meta de 1 post por mês enquanto estava cursando a pós-graduação em jogos, e quando comecei a trabalhar na área aumentei a meta para um post por semana. Até consegui seguir nesse ritmo e em alguns momentos cheguei a postar 2 ou 3 vezes por semana, porém em outros cheguei a ficar semanas sem escrever nada, como aconteceu recentemente.

Novo podcast: GGDEVCAST

O primeiro episódio do novo podcast semanal GGDEVCAST foi lançado hoje, e o assunto é uma dúvida bem comum dos leitures do blog: “Quero fazer jogos, e agora?”. Este episódio fala sobre o que é preciso para entrar na área, quais são as carreiras mais comuns e os primeiros passos nelas, e o que muitas empresas de jogos esperam encontrar em um candidato.

Melhores práticas na Unity #1

Conheço a Unity desde 2009, quando estava no meu primeiro ano da pós-graduação, mas só fui trabalhar com ela profissionalmente em 2014 na 2Mundos. Já utilizei Unity em freelas, game jams, projetos pessoais e para trabalhos na faculdade, participei de todos eventos da Unity que foram realizados em São Paulo nos últimos anos, o Unite, assisto com frequência videos de palestras no YouTube e já li alguns livros e artigos sobre desenvolvimento de jogos com Unity. Hoje trabalho na Aquiris, uma das maiores referências em Unity no mundo, inclusive fizeram a demo para a Unity 3 que foi a versão que usei em 2009. E depois de tantos anos e experiências, ainda não sei nada de Unity.

GAMEDEV BR: 005 Artista

No quinto episódio do podcast GAMEDEV BR entrevistamos o artista técnico Juliano “Juca” Silveira, que trabalha na Aquiris. Na conversa perguntamos sobre sua carreira, seu projeto pessoal Nebula Wander, e o que é um artista “teco”.

Projeto de jogo para TCC

Muita gente que quer trabalhar com jogos durante a faculdade tem a ideia de tentar fazer um jogo como trabalho de conclusão de curso (TCC), e eu digo tentar por que dependendo da faculdade e do curso podem não aceitar que este projeto seja um jogo, em muitos casos por falta de conhecimento dos professores e orientadores.

Minha participação no Ludum Dare #39

E chegou ao fim mais um Ludum Dare, e minha oitava participação nesta game jam teve uma novidade: eu falhei.

Esta semana começa o Ludum Dare #39

Na próxima sexta-feira começa o Ludum Dare #39, e esta vai ser ser minha oitava participação seguida nesta game jam. Na última participação não tive muito tempo sobrando para fazer um jogo e acabei escolhendo usar Unity, a tecnologia que eu uso no meu dia-a-dia, para poder pelo menos fazer um protótipo e demonstrar uma mecânica dentro do tema.

Final Frontier: Refactoring e GitHub

Desde o último post sobre o andamento do Final Frontier, há quase 4 meses atrás, comecei a descartar código e assets que eram temporários para o protótipo, e assim começar a desenvolver o projeto como um jogo. Naquele post falei sobre o início do GDD do projeto, que foi o primeiro passo para organizar as ideias que tenho para o jogo e comparar com o que eu testei através do protótipo.

GAMEDEV BR: 004 Erros de iniciantes em gamedev

No quarto episódio do podcast GAMEDEV BR falamos sobre erros comuns que iniciantes em desenvolvimento de jogos cometem, e praticamente todos foram baseados nas nossas experiências aprendendo ou situações que presenciamos.

Bloqueio criativo

Sempre tive problemas com falta de tempo para me dedicar em projetos pessoais, por isso nos últimos anos escolhi focar em uma coisa: manter o blog atualizado. Por causa dessa decisão, acabei não desenvolvendo muito projetos pessoais, até que tive a ideia de fazer um projeto pessoal como uma série para o blog, o Final Frontier. Com minha mudança para Porto Alegre, acabei conseguindo mais tempo livre por morar perto do trabalho e não ter trânsito pra chegar até a Aquiris.