Este ano participei da segunda edição do e-Games, o concurso de desenvolvimento de jogos organizado pelo SENAC. Ano passado, na primeira edição, fui um dos finalistas e fiquei em quito lugar. Este ano participei com o jogo que desenvolvi para o TCC da minha pós-graduação em Games: Produção e Programação, e novamente consegui ficar entre os finalistas.

Depois de 4 meses de desenvolvimento (game design, programação e arte), e algumas noites sem dormir, consegui terminar o meu  TCC da pós-graduação em Games: Produção e Programação no SENAC. Meu projeto foi a versão de demonstração do Oniro, um jogo de aventura com plataformas em 2D, desenvolvido utilizando XNA e FlatRedBall.

Deixei o blog desatualizado por um tempo por causa do meu TCC da pós-graduação, que finalmente terminei e logo postarei aqui as informações sobre ele o a versão demo do jogo que fiz. Agora pretendo atualizar este blog com mais frequência, já que estou livre do TCC e com muito conteúdo para postar.

O blog está meio parado por que estou enrolado com o meu TCC da pós-graduação e também por uma grande mudança na minha vida: Há 30 dias atrás deixei de ser um Analista de Sistemas e consegui um emprego como Engenheiro de Software na Glu Mobile, uma empresa que faz jogos e porting de jogos para celulares e smartphones. Depois de 1 ano e meio desde que comecei a estudar desenvolvimento de jogos mais a sério, consegui entrar na indústria de games. Estou trabalhado no departamento de engenharia responsável por porting de jogos para a região da América do Norte.

Faz algum tempo que não posto aqui, estou bem enrolado e empolgado com o desenvolvimento do meu TCC, um jogo de aventura e puzzles em 2D feito com XNA. Em breve irei postar algo sobre o início do desenvolvimento do meu projeto e do que estou utilizando.

Este ano irei terminar a minha pós-graduação em Games: Produção e Programação no SENAC, e tenho que fazer o meu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), quer será uma versão demo de um jogo. O projeto do TCC começou ano passado, quando fiz um Game Design Document (GDD) sobre uma idéia de jogo que tive, porém descartei esta idéia e este ano comecei a trabalhar em outra mais simples.

Em muitos jogos, a Inteligência Artificial é a principal responsável pela diversão que um game proporciona. Por exemplo, você consegue imaginar jogos como CALL OF DUTY ou GTA sem a inteligência que os NPCs possuem? Segundo este artigo do David Wong, a aprimoração da I.A. nos jogos é uma das coisas que os jogadores hardcore desejam. Quanto mais real, melhor para a experiência do usuário.

Um dos objetivos da pós-graduação que estou fazendo é preparar o aluno para abrir uma empresa de games e procurar um publisher para publicar nossos jogos. No final do ano os TCCs, que são demos de jogos, serão apresentados a um publisher, e se tudo der certo, pode ser o que jogo seja desenvolvido e publicado. Esta é uma iniciativa muito legal do SENAC, pois faz nossos trabalhos terem mais sentido ao final do curso.

Você quer começar a trabalhar com desenvolvimento de games, mas em um mercado brasileiro em crescimento e com muita concorrência, você não consegue experiência nesta área. O que fazer então?

Antes de começar a estudar desenvolvimentos de games ano passado eu não imaginava o que realmente era um jogo, do ponto de vista da programação. Quem está acostumado com a estrutura de um sistema, não consegue imaginar muito bem que tipo de programa é um jogo sem estudar sua estrutura básica.