gamedeveloper

Como foi o Unite Brasil 2013

Incrível é a palavra que pode descrever melhor como foi o Unite Brasil, o primeiro evento da Unity realizado por aqui e que mostrou o nível de eventos para desenvolvedores de jogos que existem fora do país.

Eu esperava menos, mas vou explicar o por que. Existem poucos eventos para desenvolvedores no Brasil, e esses poucos eventos são fracos e com pouco conteúdo interessante pra quem é realmente um desenvolvedor de jogos. Eu estava esperando que o Unity fosse mais um evento assim, e me enganei.

As palestras do pessoal da Unity foram incríveis, mostrando como otimizar um jogo para reduzir draw calls, efeitos avançados com partículas, e o tão esperado recurso de 2D. Este recurso 2D era tão esperado que, mesmo sendo a última palestra depois de 10 horas de evento, todo mundo estava animado e rindo a toa das facilidades que a Unity vai proporcionar para o desenvolvimento de jogos 2D.

O 2D foi, sem dúvidas, um movimento inteligente e necessário da Unity para fazer sua engine ser ainda mais usada. Outro destaque foi a abertura do evento pelo simpático David, um dos fundadores da Unity que revelou estar envergonhado em ter demorado tanto para trazer o evento ao Brasil, sendo que somos o terceiro país que mais usa a Unity.

É claro que tiveram palestras mais sem graça, como da Microsoft e Blackberry, que estavam interessados em convencer os desenvolvedores a publicar seus jogos nas suas plataformas móveis. Não estou criticando as plataformas, que são ótimas opções, mas as demais palestras foram mais legais.

Sem dúvidas, os pontos altos do evento foram as palestras de dois estúdios brasileiros, a Behold, criadores do Knights of Pen and Paper, e Aquiris, que fizeram a demo pra Unity 3.0 chamado Bootcamp, além de outros jogos. Ambos mostraram o caminho difícil que foi chegar ao seu sucesso, e ambos usaram a Unity desde as suas primeiras versões. Na minha opinião, estes são os dois estúdios brasileiros mais promissores e que estão representando muito bem a nossa indústria.

Eu tenho mais coisas que quero falar sobre o evento, mas para não deixar este texto muito grande, vou fazer outros posts. Alguns assuntos merecem mais destaques, e também quero dar a minha opinião sobre tudo que foi apresentado e me chamou a atenção. Foi muito bom também ter visto o Combo Nuts lá como um dos jogos em destaque produzidos com a Unity!

Além de ter sido um excelente evento, eu gostei muito de rever pessoas que fizem parte da trajetória da minha carreira, e também conheci outras. Queria agradecer e parabenizar a Unity, principalmente, ao Jay Santos, que ajudou a organizar este evento fantástico e também fez uma apresentação muito boa sobre efeitos gráficos. Um abraço também ao Odair, um cara que conheci no evento e disse que acompanha o meu blog.